atendimento 249 736 215

Balneário Romano de Alcolobre

Alcolobre é a denominação da ribeira que delimita geograficamente os concelhos de Abrantes e Constância, situando-se as ruínas do balneário a poucos metros desta, num antigo terraço fluvial do Ribatejo. Para as visitar há que deixar a Estrada nacional 118 que liga Santa Margarida ao Tramagal, virando à direita pelo caminho de terra que conduz à Quinta do Carvalhal. Também à direita, entre o olival podem ser admirados os restos do Balneário.
 
Os vestígios romanos na área já são conhecidos pelo menos desde o séc. XIX, pois nessa altura foi oferecida por um particular à cidade de Abrantes, uma planta arqueológica onde o Balneário já era assinalado. Mais tarde, em 1933, também o Arquivo Histórico Militar lhes fazia referência.
 
Em 1964, Margarida Ribeiro no Arqueólogo Português é autora do artigo “Vestígios Romanos em Abrantes e Arredores. Nota sobre uma planta Arqueológica” refere a existência de achados como cerâmica, moedas e pesos, mencionando a existência de ruínas.
 
No ano seguinte, durante o mês de Fevereiro, aquando da realização de trabalhos rurais foram postos a descoberto alguns achados que vieram permitir aos Drs. Jorge e Adília Alarcão da Universidade de Coimbra a elaboração do primeiro estudo científico conhecido relativo aos vestígios romanos na Herdade do Carvalhal. Tratava-se então de uma sepultura de incineração, datável do Século II d.c..
 
Brasão
Rua dos Combatentes, 10
Aldeia de Santa Margarida da Coutada
2250-366 Santa Margarida da Coutada
O site JF Santa Margarida da Coutada utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies. Aceito